Ponto final

IMG_3181

Eu e Prof. Falconi no Movimento Falconi 2016

No último encontro anual da minha empresa, quando encerrou o evento, olhei para o Prof. Falconi e pensei: Vou tirar uma foto com ele, porque há uma grande probabilidade de ser minha última participação aqui no Movimento Falconi. (Depois de uma mudança, a empresa há 4 anos leva o nome dele, antes chamava INDG).

Sempre nos referimos a ele como “O Professor”, porque é assim que o temos realmente. Ele é um senhor, mas só na idade mesmo, porque de cabeça é um cara jovem, otimista, empolgado, inteligente, sempre amei ouvi-lo, sempre me motivou e me deu orgulho por fazer parte do time e da história bonita que ele construiu com a Consultoria.

Foram 10 anos. Tudo o que aprendi sobre como trabalhar, sobre o mundo corporativo, sobre as empresas foi lá. Tenho certeza que é uma excelente escola, aprendi num dos melhores lugares para isso, no campo vendo, ouvindo, aprendendo e às vezes tomando esculacho dos grandes executivos do país. Conheci muita gente, gente que tive prazer em trabalhar com e outras torço para nunca mais encontrar, tanto cliente quanto equipe, mas faz parte. Nada de anormal. A consultoria me trouxe o aprendizado, além da parte técnica de gestão, de como me relacionar com os mais diversos tipos de pessoas, lideres e parceiros de time. A cada ano um novo projeto, num novo cliente, com uma nova equipe e nova liderança, impossível não desenvolver minimamente a capacidade de se adaptar a cenários e perfis distintos. E isso sempre foi o que eu mais gostei.

Fiz uma escolha que culminou com o término desse ciclo, para ser bem clichê. Pensa numa pessoa feliz? Eu. Pensa num alívio de não ser forçada a atender valores institucionais que vão contra os meus pessoais? O meu. Deu tudo certo. Deu tudo certo durante 10 anos e continuará dando tudo certo. Depois de stress em casa, também cheguei a conclusão de que meu marido sempre teve razão quando pedia para que tivesse calma, para que pensasse e depois da minha saída tem sido tão compreensivo, me surpreendendo lindamente.

Chorei quando assinei os papéis, 10 anos encerrados em 2 minutos. Fiquei mal quando esvaziei meu computador para ser devolvido, passando um filme dos projetos na cabeça com cada pastinha que eu apagava. Mas o motivo pelo qual eu orava há um tempo, foi respondido. Quase nem acredito, mas eu saí da Falconi.

E ainda bem que eu tirei a foto com o Professor, para guardar com carinho ter por tanto tempo feito parte da equipe de um cara tão bacana e inspirador como ele. Fui feliz durante esse tempo, depois da maternidade é que passei a questionar muita coisa e buscar outras opções, que fizessem mais sentido para mim. Os últimos anos foram difíceis para mim, emocionalmente muito difíceis. Mas fechei com chave de ouro, meu último projeto foi muito bom, pessoas que valeram à pena ter conhecido de verdade. Foi a melhor avaliação que recebi desde que me tornei mãe, porque isso faz bastante diferença. Mas não dava mais mesmo. Era questão de tempo, alguém desistiria primeiro, eu ou eles. Como comento com uma amiga da empresa que passou pela mesma situação esse ano também e compartilha dos mesmos sentimentos: Partiu ser feliz.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s