Muito além de fotos

IMG_1102A coisa mais fácil do mundo hoje é tirar fotos, rápido e com uma qualidade aceitável. Uma viagem gera trocentas fotos tiradas e pouquíssimas impressas. Desde que Davi nasceu tenho me policiado para imprimir algumas.

Eu não tenho muita paciência para tirar foto, para mim não precisa todo mundo que está no grupo aparecer, nem tirar de todos os ângulos que o lugar oferece. Em viagens tiro bastante, porque realmente são necessárias, mas ainda assim, bem menos que a média.

Mas quando a gente viaja, as fotos não conseguem captar o que uma viagem realmente significa. Foto não consegue captar cheiro. O cheiro com uma mistura de cigarro e perfume forte, de árvores diferentes, de comidas com outros temperos e ás vezes cheiro ruim mesmo. Não conheço muitas cidades da Europa, mas pra mim, as que eu conheci têm um cheiro diferente. Isso me marcou nos lugares que conheci.

As fotos não conseguem registrar a sensação que é ver um monte gigante coberto de neve, nem a decepção de ver um ponto turístico famoso que ao vivo é muito sem graça. Não registram o gosto de tudo que experimentamos. Não registram o que vemos nos museus, e em especial nessa viagem, só meus ouvidos registraram a simulação de um debate sobre predestinação entre Calvino e outros caras da Reforma, em volta de uma mesa de jantar.

Nenhuma foto mostra a diversão que é a tentativa de comunicação, em sua maioria em inglês, com raras palavras em francês e sempre algumas em português que escapavam e tornavam esses momentos ainda mais divertidos.

O que vale é o que ficou na minha mente, no meu coração, o que ouvi , vivi e experimentei. A intimidade e cumplicidade da minha família aumentadas e mais histórias que juntos teremos para contar.

Foram 10 dias percorrendo o sul da França de carro. Davi nem sabe, mas ele viveu dias incríveis. Mostrarei as fotos um dia e contarei com riqueza de detalhes que foi lá que ele conheceu a neve, junto com o papai e a mamãe. E que muito antes de mim, ele vai saber o quão sensacional é viajar.

4 comentários sobre “Muito além de fotos

  1. então, demorei a engravidar justamente por isso, não conseguia abrir mão do meu egoísmo de querer viajar, ainda mais depois que se viaja para a Europa, que no meu caso é minha paixão e justo no inverno… acredito que muitos passeios, pelo meu ritmo, não são para crianças pequenas… mas achei que já estava na hora e li alguns blogs na internet, e via alguns amigos viajando com duas crianças pequenas, percorrendo os mesmos caminhos que eu tanto amo… criei coragem, larguei o egoísmo e pronto. estamos grávidos… e sei que se puxar aos pais e ao avô paterno, certamente desde pequeno vai aguentar o ritmo de viagem! 😀

    Curtir

  2. Realmente, depois da maternidade tudo muda mesmo e no começo vai ser mais difícil manter a vida como antes. Aos poucos, vamos conseguindo conciliar tudo, como foi essa viagem. Se fosse sem filho não teria alugado carro, seria outra viagem. Mas a gente vai adaptando…Certeza que vcs darão conta e o baby vai ser um companheiro de vcs! Bjs

    Curtir

  3. Uma foto pode te ajudar a lembrar de detalhes e até de que cheiro tinha aquele lugar. Sou suspeita…..mas acho que é um plus registrar alguns momentos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s